Discurso de Posse na Academia Brasileira de Belas Artes

Foi motivo de muito orgulho e muita honra discursar em nome dos neo-acadêmicos.

Discurso de posse na Academia Brasileira de Belas Artes.

“Senhora Presidente da Academia Brasileira de Belas Artes; autoridades presentes; Senhoras Confreiras e Senhores Confrades; senhoras e senhores.

Antes de mais nada peço permissão para usar a palavra em nome dos neocadêmicos, novos companheiros mas todos com uma longa jornada em prol da arte brasileira e de suas vertentes. Hoje compartilhamos a alegria e a satisfação de nos tornarmos imortais na Academia Brasileira de Belas Artes.

Nossos sinceros agradecimentos à Presidente da ABBA, Senhora Vera Gonzalez. Agradecemos também a todo o Corpo Diretor. Somos profundamente gratos pelo voto de confiança e por termos sido agraciados com tão nobre honraria. Seja ocupando uma das cadeiras ou como acadêmico honoriscausa.

Reiteramos o compromisso de continuarmos valorizando e divulgando a arte brasileira onde estivermos; agora com a credencial de legítimo representante. Viemos para coerir e semear. Porquan-to, às senhoras Confreiras e senhores Confrades, prometemos um fraterno convívio dentro do mais elevado espírito de respeito e admiração.

É do escritor francês Marcel Proust a frase: “É necessário nunca ter medo de ir longe, porque a verdade está sempre mais adiante”.

Com esse pensamento, e ao sermos recebido neste ilustre casa, declaramos que não teremos medo de ir mais longe e de levarmos o nome da Academia Brasileira de Belas Artes conosco. Colocamo-nos à disposição para contribuir, humildemente mas com muito zelo, pelo seu engrandecimento. Honrando nosso medalhão com respeito, devoção e fidelidade.

Marcelo Azeva”